segunda-feira, 18 de abril de 2011

Pensar... faz falta!

Estou lendo a passos lentos para que possa digerir bem o livro "Abilolado Mundo Novo" do eterno EngHaw Carlos Maltz e a cada momento de leitura encerrado eu me vejo em um estado de "não sei o quê"! Maltz fala de tantas coisas que estão tão presentes no nosso dia a dia e, ao mesmo tempo, tão distantes pela falta de minutos que sejam de reflexão, de pensar sobre sua própria vida as vezes... Quem lê percebe claramente o que o cara quer falar, o fim de UM mundo, assim como outros que já existiram, e principalmente as vicissitudes (sempre quis usar essa palavra =P), os pequenos detalhes dos pequenos seres que movem a coisa toda... pequenas fissuras que comprometem aquela grande estrutura que parecia inabalável (o Titanic pesado e frágil) e que, como a parede daquele reservatório de esgoto do RJ (se não me engano era de lá) desabam do nada, sem nenhum motivo aparente. Aparente? O que seria aparente? O que permitimos que seja aparente para nós? RESPOSTA: pouco, muito pouco? E para os outros, menos ainda?

Há tantos "nós" dentro de cada um de "nós" que cansaria qualquer nossa Senhora desatadora, tantos complexos, tantos pensamentos e sentimentos escondidos ou desconhecidos. Chega a ser agonizante (e isso não é algo ruim) chegar ao final de uma abilolada leitura... tanta coisa fluindo ao mesmo tempo na tua cabeça, tantos "putz, o cara tem razão", tantos "hmmmm", tantos "é meeeesmo" que cinco minutos após na hora que o mané aqui vai tentar escrever algo depois de milhares de pensamentos e coisas legais, palavras legais, trocadilhos legais terem ocorrido para o blog, cadê? "Num piscar de olhos tudo se transforma. Ta vendo? Já passou!"

Mas vamos focar um pouco mais o assunto aqui, senão a galera que ler vai achar o livro uma droga, hehe. Algumas das coisas que mais me chamam a atenção são, as reflexões sobre o uso da tecnologia e o uso dos ofícios, sem paixão. E porque isso, justamente? Porque une um pouco alguns fenômenos do atual mundo internetês brasileiro e uma dúvida que me consome cada vez que penso no blog. Quem move os contadores? Tantas pessoas assim mesmo, 800 e tantas, já passaram por aqui? Quem são aqueles que passam silenciosamente? Quem passa, lê e vai embora? Quem passa, olha e vai embora? Quem passa, lê, comenta e volta? Continuem fazendo como queiram, mas para mim é um grande mistério saber que olhos leem algumas palavras de um cara que alguns podem não saber nem de onde é.

Serão estas as mesmas pessoas que estão provocando um exodo virtual? Tanta gente dizendo por ai no orkut: Cansei de mensagens de propaganda, spams, etc... fui para o facebook. Talvez estas sejam as mesmas pessoas que mandam várias solicitações de jogos, aplicativos, respondem a perguntas do tipo "vc acha que fulano já saiu com um travesti" sendo que você nem conhece o tal fulano, mas a pessoa responde... Ok, ok, venhamos e convenhamos, vamos cruzar o mar vermelho do orkut em direção ao Twitter e não ao facebook. Serão as mesmas pessoas que dão varios RT e seguem várias pessoas pra ganhar coisas? Não nego que participo dessas coisas do twitter, as que me convém participar ou promover. Mas POXA, tadinho do Orkut, levando a culpa toda pela falta de discernimento de certos usuários...

Talvez sejam estas, as mesmas pessoas que leiam e sigam blogs de pessoas famosas que até ganham para mantê-los somente por ser aquela pessoa famosa. Será que há a mesma paixão naquela pessoa do que na do zé aqui? Talvez até sim, pois a grana que rola possa possibilitar um tempo para a pessoa cultivar alguma paixão (quem sabe). Pode parecer um pouco de inveja ou despeito escrever desse jeito, mas reafirmo: é apenas uma curiosidade mórbida para saber quem move os contadores daqui. São muitas as máscaras que vivem trocando de lugar com os rostos por ai... são várias variáveis a se considerar dentre vários pontos de vista.

Talvez sejam as mesmas pessoas que já estejam achando chato este tópico tão grande. Talvez porque não estou sendo claro já que estou compartilhando pensamentos crus, direto da caixola pra internet, pós efervecência de idéias, dai o nome do post... pensar as vezes faz falta.

Outra coisa que me motivou a escrever estas abiloladas linhas virtuais foi o fato de dar uma espiada, antes de passar por aqui, em um site de notícias do msn que perguntava onde estavam os atores da novela VAMP (é o nooovo). Me surpreendi com alguns atores tão jovens na época, já com alguns traços de expressão forte e outros com  20 anos "fotoxopados" ou "botoxizados" a menos. Máscaras e mais máscaras que o ser 1-mano continua a criar pra esconder a idade que agoniza por dentro, onde ninguém mais pode ver, só a própria pessoa. Talvez por isso certas calças coloridas ou jeito de se vestir, ou ainda alguns quilos (sim, porque não quilos) de silicone na bunda ou nos peitos, ou ainda um grande foda-se estampado, ou ainda uma baixaria escancarada em horário nobre ou coisas do tipo sejam necessárias para se chamar atenção. Coitados dos que colocavam melancia num cordão e penduravam no pescoço como diziam nossas professoras da quarta série pedindo que ficássemos quietos.

Além de tudo isso, eu como professor ainda vejo todo dia algumas (tantas) crianças desde já tão imediatistas que ficam quase mortificadas, morrendo de impaciência com meu tom de voz mais brando e calmo tentando dar a cada um uma chance de falar e ser ouvido, talvez alguns anos de experiência de professores que as condicionaram a ouvir sempre o grito, sempre obedecer na marra e nunca falar. Brasileirinhos (como diria a Dilma) que não tem paciência nem para dar a chance ao outro, que dirá de silenciar um pouco até o fim da chamada, ou colaborar com a aula de história. Quem quer saber daquelas velharias? Pensam eles... olha só eles pensam! Tem gente que se surpreende com isso. Até com razão, já que os próprios por vezes se menosprezam (dói falar isso, mas é a verdade nua e crua), se veem como diferentes, se xingam, acham que é coisa de criança xingar, humilhar o colega com seus defeitos e diferenças, ou as vezes não acham nada. Das duas formas são pessoas que futuramente já estaram condicionadas a manter o sistema.

Talvez neste exato momento eu já possa ter perdido todos os 14 seguidores que tenho até agora neste blog ou perdido até os anônimos que aqui passam, por causa de um post tão denso. Talvez se cada um parasse um pouquinho pra pensar, refletir, escrever, gostar de saber, esperar o fim da chamada, dar uma chance ao outro, etc. Fosse mais comum e menos cansativos lermos ou debatermos pensamentos nossos e de outros.
Talvez eu fruste você que vai ler estas palavras finais, mas o que eu quis dizer com isso tudo é que PENSAR AS VEZES FAZ FALTA!

"O mundo tá ao contrário e ninguém reparou", certo está é o abilolado. Vou voltar a leitura... boa noite a todos!

quinta-feira, 14 de abril de 2011

A Bola da Vez

Esta semana (ontem) Fortaleza fez aniverário, 200 e 80 e tantos anos. O que comemoram nestes duzentos e 80 e tantos anos ontem na praia de Iracema ao som de Daniela Mercury? O Panis et Circencis que vivemos aqui, talvez? Esquecer por duas ou três horas a quantidade de buracos que temos aqui, a quantidade de pessoas que vivem em áreas de risco, a quantidade de pessoas que podem estar sendo furtadas até mesmo durante o show, assaltadas na volta para casa, enfim... Tudo isso pelo simples motivo de que a 200 e oitenta e tantos anos uma decisão meramente política e burocrática e até econômica elevou Fortaleza a condição de vila.

Então... não quero simplesmente comemorar por aqui, mas pegar a bola da vez, o atual tema queridinho da mídia pra propor a vocês, caros leitores que movem misteriosamente o contador deste blog, uma reflexão sobre nossa segurança ou nossa insegurança... nossa POLÍCIA!

Porque falar disso agora? Simples, acabamos de testemunhar via rede Globo a elevação a condição de Herói o policial que parou a quase-encarnação-do-profeta-Maomé que saiu atirando em todo mundo naquela escola no Rio de Janeiro. Realmente uma pessoa que passa a imagem de alguém que leva a sério sua profissão e o que ela representa para a sociedade. Este é o primeiro exemplo de polícia que queria mostrar aqui: um BOM exemplo.

Como segundo exemplo, quero transcrever aqui um email que recebi de uma pessoa que conheço para atualizar os contatos telefonicos pois havia sido roubado, leiam logo abaixo:

Oi!! Boa noite!
No mês passado fui assaltado e me levaram o celular, relógio e carteira. Pois é, depois de 20 anos morando no meu bairro fui "escolhido". Graças à Deus que eu, [e meus familiares] que estavam comigo, não sofremos nenhuma agressão. 
Para quem não sabe tinha ido buscar com a [...] o [...] em um niver de 15 anos de [um determinado evento], e, na volta, por volta de 1H15 do domingo na entrada do bairro onde moro, me deparei com o "guarda de trânsito" (hoje posso rir) pedindo para parar gentilmente com uma arma apontada e pedindo os "documentos". Ainda bem que ele não estava com o "guincho" para levar o carro.
Com muita dificuldade estou remontando minha agenda telefônica e lembrei do canal hotmail para tentar acelerar esse processo. Depois que concluir vou passar a usar a agenda virtual da operadora de celular para evitar contratempos, pois rapidamente consegui bloquear e recuperar o nº do meu celular, mas a agenda...
Por gentileza me envia teus números de móvel e fixo (casa e trb).


Então né, assalto é meio que um consórcio, nosso colega ai de cima demorou 20 anos pra ser contemplado. Eu em menos tempo já tive por volta de 5 contemplações. Sortudo? Acho que não. Talvez alguns policiais que eu já vi em alguns lugares tranquilos fazendo uma blitz na qual ninguém iria parar, dando tempo e condições assim para aquele bom e velho bate papo tranquilo e calmo, que de tanto ver tive vontade de criar este blog para falar dessas coisas... talvez esses devessem estar passando lá pra ficar de olho no "colega de profissão guarda de trânsito que resolveu dar uma de assaltante". Enfim, nem precisa dizer que esse é o caso do mau policial né, quando eles estão presentes!

Pra encerrar, já que nós aqui somos o Ceará moleque, dou meus parabéns para a nossa Fortaleza Bela e para a nossa Fortaleza Peba (como se está sendo chamada no Orkut) com outro caso policial, creio que do ano passado já, mas contado com uma pitada de humor pelos Melhores do Mundo. Feliz Aniversário!